Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mOVIMENTO de hUMOR

Desenhos originais com um hUMOR que ou fazem pensar ou fazem ranger os dentes.

MAIS CROMOS PARA A CADERNETA «PRESIDENCIAIS 2021»

Gomes, 15.01.21

MH JANEIRO 06-12-21.jpg

Desta feita a antifascista,
ex-militante no MRPP e ex- diplomata,
Ana Gomes
(socialista, mas sem apoio formal
do Partido Socialista - por que será?)
resolveu basear a sua campanha
a impedir um partido que começa
a crescer nas sondagens.
A incongruência de ser a favor da democracia,
mas impedir os partidos que não pensam
de maneira semelhante à sua
são tiques de uma extrema de que foi militante.
No Movimento de Humor lembramos
o que aconteceu na noite de 25 para 26 de Janeiro de 1975,
junto ao Palácio de Cristal, no Porto.
Com o anúncio do primeiro congresso do CDS,
começaram a surgir ameaças à sua concretização.
“A realização no Porto do Congresso do CDS
faz parte de uma ofensiva da burguesia contra a classe operária,
no sentido de limitar os direitos democráticos das massas” escreveram a Juventude Socialista (JS),
a Liga Comunista Internacional (JCI),
a Liga de União e Acção Revolucionária (LUAR),
Partido Revolucionário do Proletariado (PRP-BR)
e o Movimento de Esquerda Socialista (MES).
A questão é esta: será que a candidata Ana Gomes vai apurar quem eram os extremistas que usaram a força para impedir o primeiro congresso do CDS?
Era gente da Juventude Socialista e Comunista e outros partidos maoístas que hoje fazem parte do Bloco de Esquerda.
Se está tão preocupada com a Democracia
e não é extremista
deverá também procurar esclarecer o assassinato
de Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa - ou só quer
ter mão firme para combater quem não for marxista?
Ana Gomes demonstra
que vai ser uma Presidente apenas dos que partilham das suas opiniões, o que é estranho para quem se diz defensora
da Democracia.
Mantenham-se alerta!
Gomes
13/01/2021
 
 
 
 

MAIS UM CROMO PARA A CADERNETA DAS PRESIDENCIAIS 2021

Gomes, 11.01.21

MH JANEIRO 05-11-21.jpg

A eurodeputada
e candidata às presidenciais 2021
é apoiada pelo Bloco de Esquerda.
 
Defensora de Che Guevara
e da Social Democracia. Apoia a luta
contra a iniciativa privada (chamado "o capitalismo"),
apoia a saída da Europa,
mas defende que a Europa entregue fundos
(claro que sem pagar os empréstimos europeus - como já tanto gritaram os elementos do Bloco).
 
Contra o capital,
mas defensora de mais impostos às empresas
para assegurar as políticas sociais.
 
Contra o poder dos agentes da Autoridade, miliares e para-militares,
mas defensora da liberalização das drogas leves.
 
Mantem-se Social Democrata na linha trotskista
na defesa do Socialismo rumo ao Comunismo internacional.
 
Como escreveu Trotsky: «O desenvolvimento da sociedade burguesa
donde saiu a democracia contemporânea,
de modo nenhum resulta duma democratização gradual,
como que sonhava antes da guerra,
o maior dos utopistas da democracia socialista, Jean Jaurés (...)».
 
Talvez por isso, Marisa, tenha grandes reservas
para dar o poder democrático à Direita
e nenhuma reserva
em defender a democracia para partidos de Esquerda.
 
Estejam atentos às campanhas.
 
Gomes
11/01/2021

Pág. 2/2