Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mOVIMENTO de hUMOR

Desenhos originais com um hUMOR que ou fazem pensar ou fazem ranger os dentes.

DEPOIS DE RECUPERADO COM DINHEIRO PÚBLICO, HOSPITAL MILITAR DE BELÉM PASSA PARA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA E CÂMARA DE LISBOA?

Gomes, 16.06.20

MH JUNHO 20-13.jpg

Em Abril do corrente ano o Ministério da Defesa Nacional (MDN) levou a cabo um conjunto de obras no Hospital Militar de Belém (HMB), com vista ao levantamento de um denominado Centro de Apoio para doentes infectados
com COVID-19.
Tendo o governo investido, para o efeito e de acordo
com a comunicação social da altura, cerca de 750 000 euros,
tendo sido a obra inaugurada
pelo Primeiro Ministro no final daquele mês (como se vê numa publicação no "passarinho azul".

Recentemente, o Ministro da Defesa Nacional, em sede de Comissão Parlamentar de Defesa Nacional (CPDN)
teria afirmado que, no futuro, as instalações do ex-HMB, muito provavelmente, se destinariam à posse
da Santa Casa da Misericórdia, para utilização em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa,
de acordo com suposto protocolo firmado,
anteriormente, com o próprio MDN.

Cabe-nos perguntar:

Porque é que, apesar do avultado montante
já despendido por conta dos cofres públicos,
o designado Centro de Apoio não recebeu, até à data,
um único doente e os médicos e enfermeiros destacados
para o respectivo enquadramento clínico foram, entretanto, dispensados, ficando as instalações
sem qualquer utilidade funcional aparente?

Qual é o protocolo referido pelo Ministro da Defesa,
e quais as condições e contrapartidas
assinaladas no mesmo?

Como se pode justificar o investimento público efectuado, quando as instalações, como tudo parece indicar,
se destinarão a ser cedidas a uma entidade privada?

Por outro lado não se abre o Hospital Compaixão de Miranda do Corvo continua sem poder abrir.

(https://www.noticiasdecoimbra.pt/presidentes-das-4-juntas-…/)

Investimento público e entrega de edifício recuperado com 750 mil euros a organismo privado com a CML a dar bênção.
Por outro lado, em Miranda, o esquecimento.

Estamos a ser bem governados?

Fiquem em segurança.

Gomes
16/06/2020

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.