Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mOVIMENTO de hUMOR

Desenhos originais com um hUMOR que ou fazem pensar ou fazem ranger os dentes.

NA CHINA RESPIRA-SE MELHOR ?

Gomes, 09.07.20

MH JULHO 20-08.jpg

Portugal tem excelentes relações com a China
e por isso o Estado Português acredita
que se respira melhor na China do que,
por exemplo, nos EUA.

A polícia não coloca joelhos na garganta de ninguém na RPC.
Como têm poder económico e controlam parte da economia portuguesa...a apoiada comunicação social vira a cabecinha apenas para o lado de Trump e do Bolsonaro.

Vamos deixar a coisa clara: Trump e Bolsonaro são extremistas, radicais, têm ideias de trampa, são uma vergonha para a política dos seus países e do mundo,
mas não estão sós. A questão é que deixam de ver quem está do outro lado do crime.

Em Portugal, o senhor presidente Marcelo
até tratou com devoção o Xi e tratou com desdém Trump, dando exemplo à comunicação social que se deve dar ENORME DESTAQUE A QUALQUER ASNEIRA
POLÍTICA NOS EUA,
mas virar a cara ao que acontece na República Popular da China - não vá Marcelo e Costa perderem votos
dos extremistas de Esquerda e do capital vermelho da RPC.

Para nossa desgraça: o Estado português considera
que há extremistas bons e extremistas maus.

Extremista é contra a liberdade individual e contra a democracia, tanto faz vir da Direita como da Esquerda.

Mas a nossa comunicação social dá apenas uma notinha sobre a violação,
perseguição,
esterilizarão das mulheres,
envio para campos de "doutrinação política",
tortura e morte da minoria étnica na China: os UIGURES.
Por outro lado o governo de Xi Jinping
incentiva a etnia Han a ter mais filhos.
(ver aqui: https://www.swissinfo.ch/…/foreign-affairs_switzer…/45396010 ou na reportagem da BBC: https://www.youtube.com/watch?v=0erzbX0Kg3k)

Lembram-se do "banho" com imagens e reportagens
do assassinato do afro-americano por agentes da polícia?

Lembram-se da frase repetida até à exaustão da vítima:
«NÃO CONSIGO RESPIRAR»?

E do massacre da etnia Uigure da China?

Lá está, na China consegue-se respirar,
desde que se seja da etnia Han.

Mantenham-se alerta.

Gomes
09/07/2020

 

MUITA GENTE JUNTA, MUITOS PROBLEMAS

Gomes, 08.07.20

MH JULHO 20-07.jpgNo dia 7 de Julho de 2018
o governo de António Costa
garantia que em 2019 iniciava o Metro em Coimbra.

O ministro que prometeu,
e não cumpriu,
foi "defender" os interesses de Portugal
na Europa
(percebe-se quais os interesses que vai defender).

(Confirmar aqui: https://www.youtube.com/watch?v=XMENuJyWqu4)

Em 2020 é anunciado: «O Orçamento do Estado (OE)
para 2020 reserva 22 milhões de euros para o Sistema
de Mobilidade do Mondego (SMM), a executar este ano,
o que equivale a 26% do investimento total no projeto,
que inclui intervenções no antigo ramal ferroviário da Lousã
e na construção de uma linha urbana, em Coimbra,
entre a Baixa e os Hospitais da Universidade.»

(Ver aqui: https://observador.pt/2020/02/14/governo-lanca-empreitada-de-abertura-do-canal-do-metrobus-em-coimbra/)

Também em 2020 é anunciado: «Em maio, o Metropolitano
de Lisboa assinou o contrato para a primeira empreitada
do plano de expansão da rede, num investimento de 48,6 milhões de euros. O Governo estima iniciar a obra
ainda este ano.»

(Ver aqui: https://www.noticiasaominuto.com/economia/1525542/metro-de-lisboa-inicia-hoje-estudo-na-estrela-previo-a-obra-de-expansao)

Qual o investimento a arrancar primeiro: a expansão do Metro Lisboa ou de Coimbra?

Investir ainda mais em Lisboa não junta mais gente e isso não aumenta a propagação do COVID-19?

Façam as vossas contas.

Mantenham-se alerta.

Gomes
08/07/2020

DISCRIMINAÇÃO CONTRA LGBTQ E OUTROS

Gomes, 02.07.20

MH JULHO 20-01.jpg

POR QUE SERÁ QUE NÃO HAVIA PAGAMENTO
DE IMPOSTOS NA PRÉ-HISTÓRIA?

Se considera que não havia bancos para apoiar
e por isso não havia necessidade
de impostos - tem só alguns pontos da resposta certa.

A realidade é que os impostos servem para:
- Termos uma menor diferença social (por exemplo: não haver bancos a embolsarem milhões e pequenas empresas sem ajuda ou haverem familiares de ministros com privilégios e não haver dinheiro para máscaras a fim de controlar a gripe chinesa);
- Equilibrar condições por todo o país (por exemplo: não ajudar apenas as grandes cidades, mas haver esforço para que a população não esteja APENAS concentrada em 2 cidades);
- Ajudar ao desenvolvimento do país (criando melhores condições de Instrução, Saúde e apoio social).

Na pré-história não havia estrutura para conhecer estas necessidades (ao que sabemos). Hoje, temos essas necessidades, pagamos impostos, mas esses impostos não cumprem essas funções.

O Portal das matrículas é um exemplo de como se desperdiça dinheiro num programa que não funciona, que fazem os encarregados de educação perderem tempo do trabalho para pagar impostos e toda a gente assobia para o lado.

O gabinete do ministro Tiago Brandão Rodrigues
(Educação e Ciência) garante que "o Portal das Matrículas está em funcionamento, estando a ocorrer sistematicamente operações de robustecimento da operação".
No entanto, "para que todos os procedimentos possam concluir-se com tranquilidade, numa altura de excepção
para todas as famílias, o Ministério da Educação prolonga o prazo por mais 24 horas".
Cómico mesmo é estar tudo bem, mas...

(ver aqui: https://rr.sapo.pt/…/aflito-com-o-portal-da…/noticia/198542/)

Agora vamos ver as reclamações no site do Governo de Portugal- Ministério da Educação e Ciência - das pessoas que não conseguem aceder ao portal das matrículas e que não têm resposta (ver aqui: https://portaldaqueixa.com/…/ministerio-da-educacao-e-da-ci…)

A verdade é que este portal já não funciona desde 2015
e agora (com a covid-19 e ninguém do ministério
da Educação e Ciência estava a prever que em Junho/Julho haveria mais problemas pela obrigatoriedade das matrículas serem apenas via informática).

https://observador.pt/…/problemas-no-portal-das-matriculas…/

Ou seja: abençoados impostos!

Mantenham-se alerta.

Gomes
01/06/2020

PANDEMIA AJUDA A ENRIQUECER A REPÚBLICA POPULAR DA CHINA

Gomes, 25.06.20

MH JUNHO 20-19.jpg

O estudo da revista Visão junto com a Bloomberg
e em artigo publicado no número 1423 (11/6 a 17/6 2020) mostra que as empresas que mais crescem
estão na República Popular da China (RPC) 37,6%
seguida dos EUA 28,8%.

A gripe que iniciou pandemia na China
(por isso gripe chinesa,
tal como outrora a gripe espanhola)
estendeu-se pelo mundo
tal como os lucros das empresas na China.

Apesar da esmagadora maioria dos chineses
viverem em absoluta miséria,
o poder de compra individual ser abaixo da média mundial,
do governo comunista usar de tirania
e da RPC ser um dos países que mais poluem
SEM QUE HAJA PLANETA B,
a RPC aproveitou a onda de pandemia
para arrecadar mais capital.

As medidas que um governo toma
num país implica muito sobre todos os outros países.

Sobretudo com a Saúde,
Condições laborais
e Ambiente.

No caso da China a pandemia, causada
pela falta de investimento nas populações
com mais dificuldade
e a falta de inspecção sanitária
chinesa causaram o alargamento da pandemia.
Dando o alerta quando já era demasiado crítico
e de difícil controle.

Mas como a China anda a duas velocidades:
a do lucro rápido e a da quase escravatura
com a bênção do Estado perpétuamente comunista,
acaba por controlar capital
e produção que cala as instituições internacionais.

Enquanto o mundo se preocupa
com as parvoíces de Trump
ou as burrices de Bolsonaro,
Jinping passava a ter permanência no poder da China
e continua a aumentar a poluição do planeta
(sendo o país que mais crimes ambientais comete).

O nosso MAIOR alerta é para que o mundo
se indigne com os abusos de quase escravatura
a que sujeitam a maioria dos chineses
e para que haja muito mais controle ambiental,
de saúde e de condições laborais
feito a nível internacional.

Não basta que um país tome medidas
de controle de Saúde, Laboral ou Ambiental
se no mundo há países que cometem abusos e crimes.

Com a pandemia
já entendemos que há,
pelo menos, 3 áreas
que podem trazer consequências mundiais.

Não será o momento para activar
uma taxa internacional de solidariedade
a favor das pessoas e do ambiente pelo mundo ?

Mantenham-se alerta.

Gomes
25/06/2020

DEPOIS DE RECUPERADO COM DINHEIRO PÚBLICO, HOSPITAL MILITAR DE BELÉM PASSA PARA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA E CÂMARA DE LISBOA?

Gomes, 16.06.20

MH JUNHO 20-13.jpg

Em Abril do corrente ano o Ministério da Defesa Nacional (MDN) levou a cabo um conjunto de obras no Hospital Militar de Belém (HMB), com vista ao levantamento de um denominado Centro de Apoio para doentes infectados
com COVID-19.
Tendo o governo investido, para o efeito e de acordo
com a comunicação social da altura, cerca de 750 000 euros,
tendo sido a obra inaugurada
pelo Primeiro Ministro no final daquele mês (como se vê numa publicação no "passarinho azul".

Recentemente, o Ministro da Defesa Nacional, em sede de Comissão Parlamentar de Defesa Nacional (CPDN)
teria afirmado que, no futuro, as instalações do ex-HMB, muito provavelmente, se destinariam à posse
da Santa Casa da Misericórdia, para utilização em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa,
de acordo com suposto protocolo firmado,
anteriormente, com o próprio MDN.

Cabe-nos perguntar:

Porque é que, apesar do avultado montante
já despendido por conta dos cofres públicos,
o designado Centro de Apoio não recebeu, até à data,
um único doente e os médicos e enfermeiros destacados
para o respectivo enquadramento clínico foram, entretanto, dispensados, ficando as instalações
sem qualquer utilidade funcional aparente?

Qual é o protocolo referido pelo Ministro da Defesa,
e quais as condições e contrapartidas
assinaladas no mesmo?

Como se pode justificar o investimento público efectuado, quando as instalações, como tudo parece indicar,
se destinarão a ser cedidas a uma entidade privada?

Por outro lado não se abre o Hospital Compaixão de Miranda do Corvo continua sem poder abrir.

(https://www.noticiasdecoimbra.pt/presidentes-das-4-juntas-…/)

Investimento público e entrega de edifício recuperado com 750 mil euros a organismo privado com a CML a dar bênção.
Por outro lado, em Miranda, o esquecimento.

Estamos a ser bem governados?

Fiquem em segurança.

Gomes
16/06/2020

LURDES TEVE AZAR: O PAI DEIXOU-A ESTUDAR

Gomes, 03.06.20

MH JUNHO 20-2.jpg

A Lurdes sempre foi aplicada.
A alegria do pai.

Podia ter começado a trabalhar aos 16, aos 18,
como tantas da sua criação.
Num banco. Nas Finanças. Naquela empresa de automóveis. Ou na Câmara.
Mas o pai tinha outros planos para ela.

Estudante aplicada, boa aluna, faz o liceu
e entra na universidade.
Acaba aos 22.
E começa a trabalhar.

No tempo das vacas gordas, a Lurdes, perdão a Dra. Lurdes, podia reformar-se aos 55 de idade, com 30 de serviço.
Mas quando chega aos 55 de idade, já com 33 de serviço,
a Lei mudara seis meses antes.
Tem de continuar a trabalhar.

A Dra. Lurdes tem muitos colegas que se reformaram
pela Lei Velha.
Mas a ela já não a deixaram reformar-se.
As colegas passam os dias no café, os meses a viajar,
os anos a descansar. Justamente.
A cuidar dos netos.
Ela continua a trabalhar. Todos os dias.

Um dia - há sempre uma luz ao fundo de um túnel... - a Esquerda promete-lhe acabar com a injustiça!
Sempre preocupada com os trabalhadores,
a Esquerda faz aprovar outra Lei: reforma aos 60,
com 40 de serviço.

A Dra. Lurdes, no entanto, volta a ter azar: aos 60 de idade
só tem 38 de serviço.
E quando chega aos 40 de serviço já tem 62 de idade.
Não dá!, dizem-lhe.
Mais uma vez não dá para ela!
Para outros (os de 60+40), sim. Para ela (62+40), não.

Parece estúpido? É mesmo estúpido, mas é assim.
A Lei esquerdista apenas se aplica a quem tem simultaneamente 60 de idade e 40 de serviço.

Ou seja, os nascidos em 1959 e que começaram a trabalhar em 1979 puderam reformar-se em 2019 sem penalização.
Os nascidos em 1960 e que começaram a trabalhar em 1980 podem reformar-se em 2020.

A injustiça, afinal, continua. E, agora, ainda é maior do que antes.
Que azar! Azares sucessivos.

A Dra. Lurdes tem agora 64 anos, quase 65. E 42 anos
de serviço, quase 43.
O Estado diz-lhe para continuar mais dois anitos.

Em 2022, quando finalmente chegar à reforma,
terá trabalhado 45 anos.
Aqueles seis meses em que não apanhou a Lei Velha significam ter de trabalhar mais 15 anos do que as colegas. Meia vida!

Agora, quase aos 65, a Dra. Lurdes vê-se obrigada
a usar o computador.
Cumpridora, acata as ordens
e dá o seu melhor. Todos os dias.
Mesmo no dia em que se esquece de ligar o microfone
e provoca a galhofa dos alunos.

Acertaram! A Dra. Lurdes é professora.
Se tivesse sido deputada, não teria aturado os “filhos dos outros” (aturaria outros “filhos”...) e só tinha precisado de 12 anos para chegar à reforma.

A Lurdes teve sorte: o pai deixou-a estudar.
Hoje pensa que talvez fosse melhor ter ido para os empregos com que sonhava na infância - a Caixa, as Finanças,
a companhia dos telefones ou a empresa dos automóveis. Até mesmo a Câmara.

- Este texto muito esclarecedor
foi escrito (a rogo do Movimento de Humor)
pelo nosso amigo Mário Martins
(um dos excelentes jornalistas de Coimbra).

Obrigado amigo Mário Martins.

Desenho do cartunista Gomes

03/06/2020

QUAL A SUA PROBABILIDADE DE NÃO MORRER COM COVID-19 ? PERGUNTE ÀS SUAS MÃOS

Gomes, 29.05.20

MH MAIO 2020-24.jpg

A verdade é que foi publicado um artigo numa revista prestigiada pela ciência (a revista científica Early Human Development) e apurada por revisores científicos que provam que descobriram uma correlação positiva
entre as taxas de mortalidade por Covid-19
e a proporção dos dedos – nomeadamente,
a proporção do comprimento entre o dedo indicador
e o anelar.
Homens com anelares mais longos
tendem a ter sintomas mais ligeiros da doença.
O estudo foi publicado aqui:
https://www.sciencedirect.com/…/arti…/pii/S0378378220302929…

A proporção dos dedos é determinada
pela quantidade de testosterona que um feto é exposto
ao crescer dentro do útero. Assim, quanto mais testosterona um homem é exposto, menor será a proporção digital, fazendo com que o dedo anelar seja maior
do que o indicador.

Esta descoberta foi feita por cientistas da Universidade de Swansea, no Reino Unido.

Revista Visão saúde divulga: https://visao.sapo.pt/…/2020-05-27-covid-19-homens-com-ded…/

OUTRO ASSUNTO QUE DEVEMOS RELACIONAR:

Um homem que tenha um anelar maior do que o indicador,
não só está mais defendido da morte por COVID-19 como tem os maiores tintins ("colchões", tomates ou testículos).

Não sabia?

Pois, um estudo realizado por cientistas sul-coreanos
revela que os homens adultos com o dedo anelar
da mão direita mais longo do que o dedo indicador
têm os testículos maiores.

Se não acredita confirme aqui: https://www.noticiasaominuto.com/…/homens-com-o-dedo-anelar…

A expressão " é preciso ter tomates"
faz agora todo o sentido!

Mantenha-se em segurança
das idiotices do mundo!

GOMES
(estou safo)

29/05/2020

UM CASAMENTO SEM TRAIÇÕES DE MARCOSTA

Gomes, 15.05.20

MH MAIO 2020-13.jpg

Na revista Sábado podemos ler:
«O escritório do irmão do Presidente teve 14 contratos
com entidades públicas numa altura
em que a lei ainda limitava esse tipo de situação.
O caso tem contornos idênticos aos polémicos contratos públicos de empresas de familiares de membros
do anterior governo.
E isso permite também as coincidências,
como estas, com a extensa intervenção
pública do Presidente.»
In: https://www.sabado.pt/…/as-coincidencias-entre-a-politica-d…

A questão que todos nós,legitimamente,
fazemos é esta:
«A falta de sentido crítico do senhor Presidente
para com o desgoverno de António Costa,
tem alguma coisa a ver com estes contratos dados ao irmão
(muitos deles por ajuste directo)?»

Será que por isso é que António Costa faz campanha para Marcelo Rebelo de Sousa e Marcelo defende Costa?

Costa prefere Marcelo
(será que ainda é do PSD?)
do que a camarada socialista Ana Gomes
(será Ana Gomes do PSD?).

Rio assobia para o lado.

Temos que nos defender
de falsos políticos e do covid-19

JG
15/05/2020

COMO É QUE ANTÓNIO COSTA VAI COMBATER A CRISE?

Gomes, 12.05.20

MH MAIO 2020-10.jpg

Com imensa frugalidade!
O senhor António Costa, primeiro ministro de Portugal,
vai investir menos na dinamização da economia provocado pelo covid-19.
É o décimo quinto país, da Europa
que menos investe no combate à crise.
Ficando muito abaixo da média europeia.
(fonte: previsões de Primavera, comissão europeia, Maio 2020)

Portugal tem o PIB mais baixo
e com isto não pode alargar os cordões à bolsa,
mas temos o maior governo
(com mais ministros e secretários
depois do 25 de Abril de 1974);
o governo de António Costa continua a mandar grandes quantias de dinheiro para os bancos
(apesar de Costa dizer que são empréstimos
o dinheiro ainda não foi restituído - mesmo o último empréstimo indevido ao Novo Banco);
as famílias do governo socialista continuam com absoluto descaramento a serem privilegiados nos contratos e a comerem dos tachos.

Os hospitais de campanha
têm que pagar taxa à ARS
que varia entre mil e cinquenta mil euros, os municípios que tiveram coragem para criar hospitais de campanha vão ter que PAGAR AO ESTADO.
Ver aqui: https://sicnoticias.pt/…/2020-05-08-Hospitais-de-campanha-t…

Façam favor de se proteger
de maus políticos e do covid-19

JG
12/05/2020

OS POBRES QUE PAGUEM A PANDEMIA ?

Gomes, 09.05.20

MH MAIO 2020-6.jpgA senhora ministra da saúde
(a martinha)
já aconselhava os portugueses,
que não pudessem pagar as máscaras
para parar a pandemia do covid-19
que fizessem com o que tivessem em casa.

Os pequenos negócios vão reduzir as receitas
e são obrigados pelo governo
a aumentarem as despesas.

Claro que o governo não pode ajudar
os mais necessitados, mesmo com uma certa responsabilidade pela disseminação do COVID-19.

Nem paga as máscaras aos advogados
em exercício do tribunal.
Pois o dinheiro está para apoiar as famílias
dos elementos do governo.

Confirmar aqui: https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/relacoes-familiares-no-governo-de-antonio-costa-envolvem-50-pessoas-e-20-familias-427229?fbclid=IwAR256GW2132d3frxwaMUHT-2K67tPyX3JhTkMGVK2cQkOTRHic0USTVAajc

Mais: num estudo do Banco de Portugal
(o mesmo que fechou os olhos às irregularidades
dos bancos - desde Victor Constâncio),
incluído no boletim económico de maio,
divulgado esta quarta-feira diz o seguinte:

“No grupo de 20% de famílias
com rendimento mais baixo
o rendimento disponível médio reduz-se 2,4%,
o que compara com uma redução de 7,8%
no grupo de 10% de famílias
com rendimento mais elevado“
Confirmar aqui: https://www.dinheirovivo.pt/economia/bdp-pandemia-penaliza-mais-o-rendimento-dos-ricos-do-que-o-dos-pobres/?fbclid=IwAR3g78vr9NZH8Je0UZkongDRPIGLCtu6diFYguY9Xzbb9IUubeWc985vPj8

Os mais necessitados
ainda têm o rendimento mais reduzido?
Isto não vos repugna?

Entretanto este relatório não fala da cobrança
aos bancos que pediram dinheiro ao Estado.

Nem fala da colocação em lay-off do grupo de governo!

Joe Berardo continua a rir
e o povo demonstra que gosta de ser enganado.

Mantenham-se, dentro do possível, em segurança do governo e, já agora, do COVID-19

JG
08/05/2020