Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mOVIMENTO de hUMOR

Desenhos originais com um hUMOR que ou fazem pensar ou fazem ranger os dentes.

PORTUGAL IMPORTA LIXO ESTRANGEIRO MUITO MAIS BARATO DO QUE A MÉDIA EUROPEIA

Gomes, 08.06.20

MH JUNHO 20-7.jpg

A importação de lixo estrangeiro a troco de 11 (onze) euros
a tonelada, feito pelo governo português está muito abaixo
da média europeia que é de 80 (oitenta) euros a tonelada.

Portugal fica com os resíduos estrangeiros
pela bela soma de 11 euros a tonelada
sendo os maiores clientes estrangeiros o Reino Unido,
Itália e Países Baixos.
(https://www.rtp.pt/…/populacao-ja-nao-aguenta-o-cheiro-do-a…)

Os aterros de Valongo (freguesia do Sobrado), Azambuja e da Lousada (os que recebem mais lixo) estão em condições muito duvidosas. O presidente do Município de Valongo, José Manuel Ribeiro, afirmou que «(...) não é claro o que lá se deposita» mostrando que desconhece
o que é colocado no aterro do seu município
e o ministério do Ambiente não lhe dá informação.

Mas o senhor ministro do Ambiente, Matos Fernandes, garantiu que desde inicio de Maio 2020 o aterro do Sobrado (Valongo) deixou de receber resíduos do Reino Unido, Itália e Países Baixos (os maiores clientes).
(https://www.tsf.pt/…/aterro-de-valongo-sem-residuos-importa…)

O coronavírus teve um ataque maior em que mês
e em que países?

Talvez não seja nada de grave
e deve ser uma das medidas do governo
para combater as alterações climáticas (ou talvez não)

Só o aterro de Sobrado, em Valongo,
recebe mais de 280 toneladas de lixo, por dia,
proveniente de vários países da Europa
a 11 euros a tonelada é fazer as contas
(como dizia outro ilustre socialista preocupado
com o Ambiente Mundial)
e perguntar se esta é que é a "estratégia"
para o interior de Portugal do senhor Matos Fernandes.

Já teve aquela ideia peregrina de mudar as aldeias à beira Mondego, agora faz negócio com o lixo estrangeiro.

No dia do Ambiente o senhor ministro disse: «O ambiente tem de estar no centro da recuperação económica» - lá está!

Para verem que não inventamos nada e que a fonte é segura:
https://expresso.pt/…/2020-06-05-O-ambiente-tem-de-estar-no…

Ou seja no interior: nada de barragens,
aeroportos (o de Coimbra ou de Leiria - népias!)
e outras estruturas que tragam pessoas.
(https://observador.pt/…/nao-e-com-mais-barragens-que-se-re…/)
(concentrar aeroportos na grande Lisboa - https://www.dn.pt/…/aeroporto-montijo-cumprindo-as-exigenci…)

Para interior deve continuar a construirem-se aterros
para que Portugal continue a importar lixo a preço baixo.

Matos Fernandes, muito preocupado
com a sua imagem escreve carta à menina Greta
mostrando a preocupação com as alterações climáticas - parece que a importação de lixo estrangeiro
não tem nada a ver com isto da defesa da ecologia - nem a menina deve saber que Portugal importa lixo a preço muito baixo.
(carta de propaganda pessoal de Matos Fernandes : https://zap.aeiou.pt/matos-fernandes-escreve-greta-294580)

Será que a estratégia de Matos Fernandes
é acabar com as populações do interior
(Valongo não suporta o cheiro, as aldeias do Mondego deveriam ser deslocadas...) e em seu lugar fazer um gigante ATERRO PARA CONTINUARMOS A RECEBER LIXO ESTRANGEIRO AO PREÇO DE 0,011 euro o Quilograma?

O preço da banana é muito mais alto!!

Pode não ser esse o plano do senhor ministro do Ambiente,
mas está a criar condições para isso.

Portugal talvez tenha saído do "lixo" da dívida,
mas está enterrado em lixo europeu,
com tendência para ocupar o lugar da GRANDE LIXEIRA DA EUROPA.

É assim que se preocupa em combater as alterações climáticas?

Mantenham-se em segurança
e alerta para as manipulações.

Gomes
08/06/2020

PADRINHOS ? NÃO PERCEBI!

Gomes, 19.07.19

Por todo o lado encontramos 
cartazes, promessas políticas 
(os cartazes do BE são tão giros: do lado do planeta arruinado - as pessoas mais velhas e de fato, do lado do planeta verde os jovens e os cãezinhos - interessante).

Só gente sem consciência não entende 
que é necessário termos medidas para a ecologia.

Guterres aparece a meter água na capa da TIMES 
(ou dos Padrinhos - conforme a perspectiva).

Defender práticas ecológicas são absolutamente necessárias.

Mas que práticas?

Cada um de nós tem que fazer a sua parte - claro - 
é o que tem resultados práticos maiores 
- separar o lixo, apanhar plásticos na natureza...sim!

Mas e que tal dar mais oportunidades às pessoas 
para terem uma melhor instrução?
Os professores são fundamentais neste processo - têm que ser bem tratados e devem levar os alunos a pensarem e não tornar as aulas em monólogos.

E que tal não incentivar o TER, 
mas a SER?

E que tal criarmos e irmos acabando 
com o trabalho apenas para sobreviver. 
Com mais apoios para a TECNOLOGIA
Sim colocar medidas para tornar Portugal um país que cresce com a criação e não com trabalhos não especializados.

Incentivar a investigação científica no sentido de processos de reversão. Necessitamos de reversão de processos químicos para grande parte dos produtos fabricados.

Turismo ecológico? 
Turismo onde as pessoas têm experiências de viver de forma responsável para com a Natureza. Incentivar este tipo de iniciativas.

Aproveito para vos pedir que coloquem GOSTO na nossa página - não pedimos dinheiro pelo nosso trabalho - apenas que cliquem em GOSTO e espalhem o que desenhamos e escrevemos.

MH JULHO19 -17-18.jpg