Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mOVIMENTO de hUMOR

Desenhos originais com um hUMOR que ou fazem pensar ou fazem ranger os dentes.

MASSAGEM NO BURRO DO CABRITA

Gomes, 19.01.21

MH JANEIRO 10-19-21.jpg

Manuel Machado, presidente da ANMP (Associação Nacional de Munícipios Portugueses) 
e presidente da CMCoimbra fez uma mensagem
ou uma massagem (ainda estamos confusos) a Eduardo Cabrita - o senhor ministro da Adm Interna.
 
Parece que as eleições antecipadas
correram muito bem
apesar da desorganização nas mesas de voto;
do tempo de espera em filas imensas com horas de espera;
do excesso de exposição ao contágio;
da falta de organização nas imensas filas;
na falta de identificação dos elementos de organização...
 
Mas correu muito bem.
 
O Governo de António Costa entendeu que foi um êxito
tal como está a ser um êxito
as medidas coerentes para combate à pandemia.
 
Portugal é só um dos países com mais contaminados,
mas a culpa é dos portugueses.
 
As eleições antecipadas,
o aeroporto em Coimbra,
as medidas coerentes no combate à pandemia,
a organização da Saúde em Portugal
provam bem que quem ainda tem o cartão de filiado no Partido Socialista
é uma pessoa que quer o bem dos seus compatriotas.
 
Claro!
 
Se for o seu caso: Parabéns!
Ou NÃO!
 
Gomes
19/01/2021

«ENTRE GARFO E FACA O PRESIDENTE NÃO METE A COLHER»

Gomes, 27.07.20

MH JULHO 20-19.jpg

O Movimento de Humor está a tentar descodificar
duas frases proferidas pelo senhor presidente
da República Portuguesa.

A primeira é que diz :«os portugueses é que são os “juízes” das decisões dos líderes partidários.» - isto sobre a decisão conjunta de Costa e Rio que decidiram reduzir
as idas à Assembleia da República do primeiro-ministro
para prestar contas.

- Não entendemos!
O senhor presidente diz que a decisão
é dos portugueses
tomada pelas decisões dos lideres
dos dois maiores partidos
que combinam o que devem fazer?
E onde está a voz da maioria ?
Isto é a nova "democracia": decisões conjuntas
dos dois maiores partidos?

Não acredita?
Leia no Observador: https://observador.pt/…/portugueses-e-que-sao-juizes-dos-l…/

A segunda diz :
«O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu este domingo no Algarve que a pandemia afetou
a prevenção dos incêndios, tornando as condições
de combate "difíceis", sobretudo por se tratar de um verão muito quente. "Quanto à prevenção, ela sofreu, há que dizer, de facto, sofreu com a pandemia. Os meses que eram meses cruciais da transição da primavera para o verão foram meses acabados por não existir", disse aos jornalistas durante uma visita ao lar de idosos da Santa Casa da Misericórdia de Boliqueime, em Loulé, no distrito de Faro.»

No Expresso: «https://expresso.pt/…/2020-07-26-Marcelo-admite-que-pandemi…»

Também foi a pandemia que dificultou a prevenção dos incêndios em Pedrogão?

As únicas medidas era obrigar os proprietários a cortarem o mato?

Mais adiante acrescenta no discurso: «Até agora o que se pode dizer é que, na generalidade dos casos,
houve capacidade de resposta,
sobretudo nos grandes casos, nos grandes fogos»
Já percebemos que o Estado conta apenas com o esforço privado.
Os impostos são apenas para pagar salários e mordomias a amigos?

A única explicação que encontrámos é que o senhor presidente da República Portuguesa está lélé da cuca!

Mantenham-se alerta e em segurança.

Gomes
27/07/2020