Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

mOVIMENTO de hUMOR

Desenhos originais com um hUMOR que ou fazem pensar ou fazem ranger os dentes.

VACAS MAGRAS, AMEAÇAS, ALDRABICES E PENHORA DE PORTUGAL

Gomes, 01.09.20

MH SETEMBRO 20-01.jpg

 

Coimbra foi ontem palco
de mais umas promessas
como a que foi a da construção
de um aeroporto no Concelho de Coimbra.

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, defendeu que:
«Os próximos tempos serão de ressaca.
Muitas empresas não conseguirão sobreviver
e muitos empregos se perderão», alertou o ministro da Economia, orador do debate “Recuperar Portugal”.

Mesmo com a ajuda da Europa (400 mil milhões de euros)
o ministro da Economia avisou: «o desemprego vai crescer,
mas ficará abaixo da crise anterior».

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social
enfatizou a importância de «quebrar ciclos de sub-qualificação
e ciclos de pobreza» e de construir soluções
com base num «efectivo diálogo social».
Entenderam?

Ainda disse mais para esclarecer:
«Os trabalhadores, na paz social, TÊM DE SER PARTE ACTIVA DA SOLUÇÃO » - traduzindo: DESENRASQUEM-SE SOZINHOS !

António Costa de Agosto entrou em conflito com António Costa de Abril (no mesmo ano de 2020).
Pois António Costa de Agosto
admitiu que Portugal entrou em crise económica,
social e até política;
enquanto António Costa de Abril
disse que não haveria austeridade em Portugal.

António Costa de Abril (minuto 3:01) :
https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-04-23-Antonio-Costa-garantiu-que-nao-havera-austeridade-em-Portugal-depois-da-pandemia

António Costa de Agosto diz que afinal há crise profunda e que não fez ameaça para sair:
https://sicnoticias.pt/economia/2020-08-31-Antonio-Costa-diz-que-nao-fez-qualquer-ameaca-para-conseguir-aprovacao-do-Orcamento-do-Estado

Quando alguns dias anteriores a esta declaração,
António Costa deixou o aviso:
«se não houver acordo, não há Orçamento [para 2021]
e há uma crise política».
E «aí estaremos a discutir qual é a data em que o Presidente
terá de fazer o inevitável».

Fonte aqui: https://rr.sapo.pt/2020/08/29/politica/costa-avisa-sem-acordo-nao-ha-orcamento-e-ha-crise-politica/noticia/205203/

Como Coimbra até teve promessas não cumpridas,
mas ainda assim votou mais no PS,
é natural que possa ser a cidade capital da aldrabice.

Perguntamos todos nós: «E os 400 mil milhões da Europa?»

A ajuda da Europa vai servir para:

1_Que Costa ainda se mantenha no governo por mais uns tempinhos, pois vai negociando umas medidazinhas (coisas pequenas para que eles aprovem o desbaratar do capital) à Esquerda;

2_Possam ser pagas todas as mordomias e ordenados do governo mais caro de Portugal (aqui obviamente que não há cortes nem crise económica, nem política nem social);

3_Vão servir para pagar dívidas da banca, como foi o caso da entrega de capital ao Novo Banco antes da auditoria que, depois da entrega do capital, a auditoria revela hoje que há perdas de mais de 4 mil milhões no Novo Banco ( ver aqui: https://sicnoticias.pt/economia/2020-09-01-Auditoria-revela-perdas-de-mais-de-4-mil-milhoes-no-Novo-Banco). Notem que o Chefe de gabinete do senhor Primeiro ministro é um economista (o senhor Vítor Escária) com curriculum no governo de José Sócrates - o que levou Portugal para a crise. Como economista de José Sócrates está preparado para fazer contas de subtrair.

Com tudo isto quem vai pagar a dívida da ajuda?

Pois...ninguém fala de combate ao tráfico de influencias, nem do combate à corrupção passiva e activa.

O senhor presidente da República vai dando umas larachas sobre as brincadeiras de Costa.
Ver aqui: https://rr.sapo.pt/2020/08/30/politica/marcelo-responde-a-ameaca-de-crise-politica-a-faca-e-o-queijo-estao-nas-maos-do-presidente/noticia/205297/

Marcelo Rebelo de Sousa em vez de pressionar o governo
para se conter neste momento de crise,
entra na brincadeira do faz-de-conta :
«que tu não sais
por que eu não deixo
e eu faço de conta que não me candidato.»

Mantenham-se alerta!

Gomes
01/09/2020